14.7.06

Os melhores artigos deste blog

Com base nas estatísticas de acesso, criei este post para que os novos usuários do blog possam ir diretamente às informações mais relevantes dentre os artigos publicados. O critério para incluir somente estes vinte artigos foi o número de acessos conjugado à manutenção do usuário no site. Espero que lhe seja útil.


-O que é Glioblastoma Multiforme de Grau 4?
-O Dia-a-Dia do Tratamento
-Depoimento de Uma Sobrevivente
-O Temodal (temozolamida) e suas várias bulas.
-Como encontrar boas informações sobre doenças e tratamentos na Internet
-Glioblastoma Multiforme: uma Revisão da Literatura Científica em Busca de Alternativas de Tratamento
-Novos textos para pacientes com Câncer
-O sucesso sempre relativo em cirurgias para extração de tumores cerebrais.
-Temodal (temozolomida) Gratúito
-Viajem de ida (e volta?) para o Inferno.
-O Orkut e o Câncer
-Estresse e Depressão causaram o Câncer?
-O Álcool Perílico (perillyl alcohol) no Tratamento de Tumores Cerebrais
-Índice de Todos Artigos
-Como achar o que você está procurando neste blog
-Licopeno auxilia no tratamento de tumores cerebrais
-Fatores Para Intervir e Ajudar a Controlar Cânceres e Tumores
-Melatonina
-Para fortalecer o sistema imunológico.
-O Uso de Vitamina D ( Alfacalcidol ) no Tratamento de Tumores Cerebrais.
-Feliz da Vida: Hip, Hip, Hurra!

17 Comments:

At 16:22, Anonymous Anônimo said...

Caro Miguel, voçê sabe algo sobre o chá de Essiac e as fórmulas do Dr. M. Rath (Alemanha) ? [www.drrath.com] em relação ao tratamento de tumores malignos ?
Obrigado
Abelardo

 
At 03:05, Blogger Miguel Francisco said...

Olá Abelardo

Na realidade eu nunca ouvi falar sobre o Chá de Essiac ou as fórmulas do Dr. M. Rath. Não quero com isto aparentar que não sejam úteis, simplesmente admito minha ignorância sobre o assunto. Como regra geral eu não descarto nada, mas também não uso nada sem que haja um bom punhado de evidências que justifiquem este uso. Que demonstrem ser o tratamento útil e seguro. É sempre bom lembrar que este campo é muito fecundo para os oportunistas, portanto, se te pedirem um grande valor por uma droga nova e milagrosa, desconfie e vá procurar evidências, de preferência científicas.

Um abraço e força!

 
At 22:26, Anonymous vanessa said...

oi

preciso de ajuda, minha mãe tem oligodendroglioma, ela tem 52 anos, acharam q era tipo 2,mas mesmo fazendo a radioterapia ela tem piorado, hoje o médico falou q é grau 4, não sei o q fazer, ela vai operar novamente p/ uma melhor qualidade de vida, repetindo o tratamento o médico avisou q ela pode ter um ano de vida.
queria saber mais informações sobre esse tumor, e se a Aloe vera pode ajudar, eu e minha família estamos buscando qualquer alternativa p/ q ela melhore...
sempre li esse blog, ajudou bastante no começo, mas agora já estou desesperada...por favor, qualquer informação sobre o assunto e q nos traga esperança é bem vinda.
bjus...tchauzinhu...

 
At 22:45, Anonymous ana said...

Caro Miguel

Parabéns pela página, o material que vc nos disponibiliza nesse blog e principalmente pela dedicação e amor que tem pelo seu pai. Consultei o seu site pqe meu pai tb realizou há um mês uma cirurgia para extração de um glioblastoma multiforme,muito agressivo, com ampla área de necrose. A ressecação foi total e o tumor estava localizado no l. frontal direito. Fiquei muito triste com tudo o que aconteceu e agora estou ultrapassando o momento do choque, depressão para o otimiso e luta. Eu amo muito o meu pai, que é tudo para mim, é meu melhor amigo....vou reunir todo o otimismo possível para ajudá-lo. A cirurgia aconteceu no dia 20.11 e ele iniciará no dia 26.12 o planejamento para o início da radioterapia conformacional, com uso concomitante de temodal. Nós não conseguimos autorização do Convênio para o fornecimento do quimioterápico. Gostaria de saber se vc pode me auxliar; como podemos conseguir pelo SUS ?,

Muito obrigada

 
At 03:47, Blogger Miguel Francisco said...

Oi Vanessa

Um oligodendroglioma é um tumor quase tão grave quanto um glioblastoma multiforme, principalmente se ele for de graus 3 ou 4. Em geral, eles respondem um pouco melhor à quimioterapia do que o GBM.

É incompreensível para mim que o médico tenha dito um grau e agora diga que é de outro. O material retirado na cirurgia é submetido a um exame patológico e, depois disto, não há mais dúvidas sobre o grau. No entanto, devemos ressaltar, que não é incomum tumores evoluírem de graus menores para graus maiores. De toda forma, acho muito estranhas as manifestações conflitantes. Ele afirmou que o tumor era de grau 2 antes ou depois da cirurgia? Se fosse comigo, eu já iria reavaliar a competência e o histórico de êxitos em tratamentos similares, mesmo sabendo que se tratam de tumores com alta mortalidade.

Sua mãe não está fazendo quimioterapia?

Durante a radio, algumas pioras no quadro clínico são esperadas, vocês já conversaram com o radioterapeuta para saber se não é este o caso?

O tumor continua crescendo?

Acredito que se sua mãe for tratada adequadamente ela pode ter uma sobrevida maior do que a mencionada, mas lembre-se que esta é apenas a opinião de um ignorante leigo. Certamente há muito por fazer por ela e várias das medidas que adotamos no caso de meu pai poderiam ser aplicáveis a ela. Lendo o blog você poderá ver o que foi usado e porque.

A Aloe Vera, popular babosa, possui alguns estudos científicos que evidências sua utilidade em alguns cânceres, no entanto não e algo que estudei ou ministrei a meu pai, pois não acho que seja aplicável.

Por fim, o pessoal que pesquisa o álcool perílico (há um artigo sobre ele no blog) teve alguns bons resultados no tratamento de oligodendrogliomas.

Um abraço, coragem e persistência!

 
At 00:29, Blogger Miguel Francisco said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

 
At 00:31, Blogger Miguel Francisco said...

Olá Ana

Será mais difícil conseguir o temodal do convênio do que do governo (federal, municipal e estadual). Sua primeira providência deve ser arrumar um bom advogado. Procure alguns especialistas e peça a eles de que dêem cartas atestando a necessidade do uso do temodal. Diga ao advogado para juntar tudo e buscar precedentes recentes na literatura jurídica, pois a vários ganhos de causa por parte dos pacientes. Afinal, como diz a constituição federal, a saúde é um dever do estado e direito do cidadão.

Leve o artigo que está neste link do blog para seu advogado:
http://glioma.blogspot.com/2006/04/temodal-temozolomida-gratito.html

 
At 02:08, Anonymous Vanessa said...

Oi Miguel,

Novamente estou aqui e talvez postando em local errado de novo hehe...
Estou com vontade de escrever, então vou tentar explicar melhor: minha mãe teve a primeira convulsão em abril, e logo seu braço esquerdo foi afetado. Ela foi submetida a todo tipo de análise.
Fazendo tomografias quase todo mês e com a evolução do tumor, o médico decidiu operar avisando que caso contrário ela poderia ficar paralítica, (já que o tumor se encontrava na área da locomoção) e nos informou que somente com a biópsia poderia nos dizer de qual tumor se tratava.

O caso dela ficou na mão dos melhores médicos da cidade, moramos no interior de São Paulo e ela recusou-se a ser tratada em alguma cidade grande.

Na operação, em setembro, ocorreu tudo bem (tirando o derrame na pleura que ela sofreu na UTI). Pela tomografia, macroscópicamente todo tumor havia sido retirado.

Com a biópsia foi avisado que era um oligodendroglioma grau 2,e que ela teria que começar a fazer a radioterapia e provavelmente uma quimioterapia. Apesar de dizerem que o tratamento iria causa algumas perturbações pelo inchaço na região, as convulsões aumentaram e todo o seu lado esquerdo perdeu os movimentos...

Depois de 3 meses da operação, o médico não gostando do quadro mandou analisarem o tumor novamente e pediu uma tomografia, na qual, por sua experiência, citou que provavelmente era grau 4. Com o novo exame do tumor foi confirmado que ele é de grau 4 e misto (não posso informar certinho pq não fui à ultima consulta e como sou a "caçula" da família fico sabendo por último, mas parece-me que é algo relacionado aos astrocitomas).

Dessa forma, o médico já falou que não há mais o que fazer, minha mãe acabou a radioterapia há poucos dias e nem teve tempo de começar a quimioterapia.
O doutor decidiu que irá operá-la amanhã (03/01/07). Por ela não ter mais os movimentos do lado esquerdo ele poderá avançar mais na região sem causar mais danos.

Segundo o doutor, com a operação ela não sentirá mais dores como vem ocorrendo e que com o tempo, por causa da evolução do tumor, ela perderá a consciencia, não passando por nenhum tipo de sofrimento. (Obs: em pequenos momentos a perda de consciencia já vem acontecendo)

O tempo de um ano que citei no post anterior era somente baseado na tomografia e experiencia do médico. Pelo resultado do exame, o tumor era mais agressivo que todos esperavam, ele estimou um tempo de vida de 3 meses para ela, alegando tb que não compensa fazer radioterapia e quimioterapia novamente, pois só serviriam para causarem mais dor a ela diante dessas circunstancias.

Faz 3 meses que ela operou e o tumor já está praticamente do mesmo tamanho de quando foi retirado, sendo que nos cinco primeiros meses seu crescimento era bem mais lento.

Bom, acho que não tenho mais nada para falar, estou fazendo psicoterapia por enquanto. Comecei a fazê-la e vejo que ajuda bastante, recomendo para quem estiver passando por fases semelhantes.

Não acho que estou preparada para enfrentar uma perda tão grande, tenho 18 anos e sempre estive muito junto da minha mãe, mas acho que para casos assim, não importa a idade da pessoa, ninguém está preparado. Estou me conformando, acho que a pessoa não ganha nada quando se revolta por algo que acontece sem ninguém ter culpa, e a vida se faz de experiencias por qual passamos, de tudo podemos tirar alguma coisa boa e aprendi a valorizar os desejos de paz e saúde que antes eu só falava automaticamente...Pelos menos agora minha família está bem mais unida...(ou então, devo estar lendo livros de auto-ajuda demais)

Desculpe o texto enorme, mas escrever aqui foi uma forma de desabafar um pouco, também não há necessidade de aceitá-lo, foi só para esclarecer o relato anterior.

Obrigada pela atenção...

 
At 14:15, Anonymous Leila Souza said...

Oi Miguel.
Como vai?
Encontrei este blog hoje. Meu pai está doente e queria conversar com você. Será que pode me dar seu email? Se não se importar, responda-me pelo endereço: leila_asouza@yahoo.com.br ou pelo messenger: leila_asouza@hotmail.com
Obrigada.
Abraço afetuoso.

 
At 14:11, Blogger Miguel Francisco said...

Olá Vanessa

Obrigado por fornecer mais detalhes do caso de sua mãe.
Vou comentar algumas partes do que você escreve

“...nos informou que somente com a biópsia poderia nos dizer de qual tumor se tratava.” É verdade. A única forma precisa de identificação de um tumor é o exame patológico do material retirado em biópsia.

”O caso dela ficou na mão dos melhores médicos da cidade...”. Nem sempre os melhores médicos de nossa cidade são aptos para tratar tumores cerebrais de alto grau.

“Pela tomografia, macroscópicamente todo tumor havia sido retirado.” Somente macroscopicamente, pois é quase impossível retirar todo o tumor, tanto que ele voltou a crescer.

”Com a biópsia foi avisado que era um oligodendroglioma grau 2...” e “Com o novo exame do tumor foi confirmado que ele é de grau 4...”. Se os dois exames foram feitos a partir do mesmo material retirado na primeira cirurgia, foi um erro incompreensível e inaceitável do laboratório, determinante de grande parte do que ocorreu depois. Tumores de grau 2 e de grau 4 devem ser tratados de formas muito distintas. Sua mãe tinha um tumor de grau4 que foi tratado de maneira “mais branda” do que deveria ser.

Lamento muito que o prognóstico feito pelo médico seja tão pessimista.

Um Grande Abraço, Força e Fé para todos vocês, inclusive para os médicos que tratam de sua mãe.

Miguel

 
At 15:04, Blogger Miguel Francisco said...

Olá Leila

Prefiro que todo as perguntas sejam feitas aqui mesmo no blog. Assim podemos ajudar a outros leitores que eventualmente tenham questões similares. Prometo responder a tudo, evidentemente, limitando-me à minha própria experiência e conhecimento.

Um Abraço,

Miguel

 
At 08:17, Anonymous Anônimo said...

Olá Miguel,ja havia postado alguns meses atras e nd de receber resposta.
Acompanho seu blog deis de julho de 2006.Graças a Deus vejo que não estamos sozinhos nessa terrivel batalha.
Meu pai foi operado em São Paulo no dia 08/07 e fez todo tratamento la(33 sessoes de radio junto c/ a Quimuioterapia Temodal),Hj terminou o 5 ciclo da quimioterapia.
Tem feito as ressonancias de 3 em 3 meses e nd apareceu.È um alívio!!!Lendo suas respostas vi que mora em Presidente Prudente ,cidade onde meu pai adorava passear!!!Moramos nessa região ele em Tupã e eu em Osvaldo Cruz.Tbm estou interessada na Dra. Nice do Hospital Sírio Libanes de São Paulo se teve algum contato c/ ela??? Se possivel me responda.email anabuller@hotmail.com
obrigada, um abraço!!!

 
At 15:38, Anonymous Anônimo said...

Caro Miguel<
Será que nao vai poder me responder???
anabuller@hotmail.com

 
At 00:01, Anonymous Anônimo said...

Senhor Jesus , que alguém que possa me dar a resposta certa veja este e-mail e me mande a receita da cura de minha Mãe se for para a honra de teu nome Senhor.

Se alguém souber onde posso conseguir a Fórmula do Essiac original que vi na Internet,
(Arctium lappa), BARDANA
(Rumex acetosellae) AZEDA
( Ulmus rubra ) OLMO
(Rheum officinale). RUIBARBO INDIANO ou da Turquia ( Vi na Internet )
pode enviar por misericórdia para meu E-mail a seguir. Estou pesquisando para a cura da saúde de minha Mãe. Obrigado e Deus lhe pague.
drmfrodrigues@ig.com.br

 
At 00:15, Anonymous Anônimo said...

Senhor Jesus , que alguém que possa me dar a resposta certa veja este e-mail e me mande a receita da cura de minha Mãe se for para a honra de teu nome Senhor.

Se alguém souber onde posso conseguir a Fórmula do Essiac original que vi na Internet,
(Arctium lappa), BARDANA
(Rumex acetosellae) AZEDA
( Ulmus rubra ) OLMO
(Rheum officinale). RUIBARBO INDIANO ou da Turquia ( Vi na Internet )
pode enviar por misericórdia para meu E-mail a seguir. Estou pesquisando para a cura da saúde de minha Mãe para mandar fazer em alguma Farmácia de Manipulação boa pois parece que não pode ser acondicionada como remédio comum pois não funciona tão bem.
Obrigado e Deus lhe pague.

 
At 19:11, Blogger Carol Escobar said...

Miguel Francisco , qual ´[e o seu telefone.
Tenho a minha irmã no mesmo caso do seu pai.
Carolina11-9198-3130

 
At 15:22, Blogger vanessacotini said...

Oi!

No final do ano passado relatei o caso de minha mãe aqui no blog, parece que agora uma nova esperança surgiu...

Minha mãe operou no começo de janneiro e teve uma infecção hospitalar. Ficou 15 dias em coma e tivemos de operá-la novamente.

Após as operações ela ficou bem, mas devido a grande retirada de massa do local ela não possui mais os movimentos da perna esquerda, há uma chance de voltar, mas casos como esses a evolução ocorre aos poucos.

O médico deu a ela uma sobrevida de 6 meses a 1 ano se fosse seguido o tratamento da quimioterapia.

Pelos métodos convencionais, ela deveria ter feito seis meses de quimio (conseguimos o temodal gratuitamente), porém, ela rejeitava a quimioterapia por causar depressão e por também não saber da gravidade de seu tumor.

Com 4 meses de tratamento descobrimos sobre um método homeopático alternativo em que se afirmava a cura de câncer do tipo glioblastoma multiforme grau IV.

Dessa maneira começamos, aqui mesmo em Presidente Prudente (Interior de SP), o tratamento homeopático com um médico argentino. Minha mãe deixou de fazer o último mês de quimioterapia com a aceitação desse médico.

Ela no quinto mês de quimioterapia apresentou uma infecção no local em que o osso foi cortado. Pelos médicos de tratamentos convencionais, para curá-la a única coisa que restava a fazer era operar e trocar essa parte do osso por um "tampão" de acrílico. Nesse mesmo instante começamos o tratamento alternativo no qual o médico avisou que a infecção seria curada em no máximo um mês, realmente ela desapareceu e esse método nos passou a dar esperança.

Dessa maneira começamos, aqui mesmo em Presidente Prudente (Interior de SP), o tratamento homeopático com um médico argentino para curá-la do câncer. Minha mãe deixou de fazer o último mês de quimioterapia com a aceitação dele.

O médico que está nos ajudando com esse tratamento, até então novo para mim, falou que só poderá dar seu parecer sobre o caso após 3 meses de aplicação de seus medicamentos, o que acontecerá agora em outubro, junto de uma bateria de exames. Estamos felizes com os primeiros resultados e ao aguardo para ver se não houve recidiva do tumor.

Hoje ela se sente muito melhor com esses medicamentos, está fazendo pintura e fisioterapia. ^^ Sua primeira manifestação do tumor ocorreu no dia 17/04/06 (há 1 ano e 5 meses), até hoje realizou duas operações para a retirada do tumor e duas por causa de infecções.

O tratamento alternativo que estamos fazendo é denominado Hansi (Homeopático Activador Natural del Sistema Inmunológico), que consiste em fortalecer o sistema imunológico do paciente e acarretar uma diferenciação da membrana das células tumorais, as quais se tornam antígenos para o organismo e dessa forma seu sistema de defesa passa a detectá-las e é “ativado” para destruí-las. Para maiores informações: http://www.hansiargentina.com/inicio.html.

Conforme os resultados positivos desse tratamento, postarei novamente para poder divulgá-lo para mais pessoas que lutam contra essa doença. Espero que ajude.

Abraços, Vanessa Cotini.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Health 
Blog Top Sites Blog Directory